sexta-feira, 31 de maio de 2019

Demos


Demos, o grupo governante de cidadãos livres na antiga Atenas e outras Cidades-estado. Esta estrutura está na raiz da palavra democracia.

O grupo governante era escolhido por uma minoria de cidadãos livres, excluindo crianças, mulheres, estrangeiros e escravos que eram a maioria da população. Assim a demos relacionava-se com minoria privilegiada que detinha o direito e o poder de escolher um grupo governante e de o demitir ou punir se não executasse o que havia sido decidido pela elite eleitora. Quando havia lugar a votação o voto era directo (Democracia Directa); não havia intermediários nem representantes.

Numa Democracia Popular todos votam, desde que tenham maioridade. Todavia o voto não é directo nestas democracias por pelo menos duas razões: o povo tem uma visão limitada das formas de governação de uma comunidade e porque as elites com "músculo" não desejam que os seus interesses estejam sujeitos às fáceis flutuações de humor dos populares. Assim, sem "músculo", ao povo é dada a oportunidade de se manifestar, de quando em quando, sem possibilidade de exigência de responsabilização efectiva aos eleitos. Todavia, os eleitos, que são propostos pelas elites ao povo, tem de prestar contas efectivas as estas, uma vez que foram elas quem decidiu promovê-los e suportá-los. Assim, uma democracia indirecta funciona mas nela não é "o povo quem mais ordena". O povo apenas consente ou desconsente.

Cidadãos livres (da Antiga Atenas) e "Homens Bons" (do Portugal do Antigo Regime).
"Homem bom é uma expressão que designava, a partir da Idade Média, em Portugal e no Brasil colonial, membros da comunidade aldeã e das vilas que tinham certa relevância social, quer por possuírem propriedades ou outros bens[1], quer por exercerem ofícios não manuais. Ser "homem bom" significava participar das listas de eleitores que escolhiam os membros das câmaras municipais, podendo votar e ser votado. No Brasil Colónia, um "homem bom" era, comumente, o proprietário de terra cristão-velho. Desta categoria, excluíam-se os escravos e outros trabalhadores manuais, e os cristãos-novos (ou seja, que não tinham pais e avós já cristãos), entre outros."
Wikipedia


sexta-feira, 17 de maio de 2019

Capitalismo versus Comunismo

Distribuição desigual da riqueza - versus - distribuição igual da pobreza.






Educação (Instrução)
segundo John Maynard Keynes



"Education: the inculcation of the incomprehensible into the indifferent by the incompetent."

Trata-se de uma caricatura ou exagero mas, com mais frequência que o desejável, a citação aproxima-se da realidade.



Todo o "Jardim Zoológico" vai à mesma escola, que tem programa quase único para toda a bicharada. Naturalmente que ensinar a subir arvores a um peixe não lhe servirá de muito ... ou de nada. E quem ensinar um peixe a cantar, das três uma: ou está a cometer uma frande, ou a fazer um frete, ou é desprovido de minima capacidade cognitiva.

Daí a famosa frase:



"Everyone is a genious. But if you judge a fish on its ability to climb a tree, it will live its whole life believing that it is stupid."
A Einstein